fancybox - Touch enabled, responsive and fully customizable jQuery lightbox script

Leilão Casa Branca tem receita 26,8% superior e fatura R$ 3,17 milhões

O 6º Leilão Primavera Casa Branca faturou R$ 3,17 milhões com a venda de 138 reprodutores e matrizes Angus, Brahman e Simental, pacotes de embriões e doses de sêmen. Esse resultado é 26,8% superior ao obtido no leilão do ano passado (R$ 2,5 milhões). Fizeram suas aquisições 84 criadores de 17 estados brasileiros ( AL, BA, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PR, RJ, RS, SC, SE, SP e TO), além do Equador. 50 % desses compradores já são clientes Casa Branca, o que demonstra a confiança e interesse na nossa genética.

“Foi um excelente resultado, que demonstra o crescente investimento dos criadores por genética provada e de alta qualidade e a confiança no nosso trabalho. A Casa Branca seleciona com muita rigidez zootécnica para colocar à disposição do mercado brasileiro e latino-americano animais diferenciados que fazem a diferença nas fazendas e contribuem para o contínuo aumento de produtividade na pecuária. Os produtores reconheceram os diferenciais dos nossos animais”, destaca o criador Paulo de Castro Marques.

Raça Angus – Foram comercializados 25 reprodutores pelo valor médio de R$ 34,6 mil e 23 fêmeas pela média de R$ 25,6 mil. Destaque indiscutível à expressiva valorização dos touros Angus Casa Branca, cujo preço médio saltou 60% em relação ao ano passado.

Raça Brahman – A Casa Branca vendeu 24 reprodutores pela média de R$ 17,7 mil e 30 fêmeas por R$ 15,2 mil cada. A genética Brahman Casa Branca segue atraindo criadores devido à precocidade, qualidade de carcaça e fertilidade. O preço médio dos touros avançou 25% em relação ao leilão de 2019.

Raça Simental – Os 22 reprodutores colocados à venda foram negociados por R$ 17,6 mil, em média. E as 14 fêmeas saíram por R$ 12,4 mil. O excelente desempenho e adaptabilidade dos touros Simental Casa Branca, foi reconhecido pelos pecuaristas. O preço médio subiu 41% sobre o ano passado.

A Casa Branca também comercializou 7 pacotes de embriões pelo valor médio de R$ 40,2 mil e 6.534 doses de sêmen de reprodutores por R$ 138,2 mil.

“Foram vendidos reprodutores e matrizes para todas as regiões do Brasil e também para países latino-americanos, como a venda do maior destaque do leilão, 50% do reprodutor Angus PWM Antony, para o criador Mateo Ismael Romero Daza do Equador”, informa a diretora Fabiana Marques Borrelli.

Paulo de Castro Marques também destaca o grande interesse das principais centrais de genética do Brasil por reprodutores Angus, Brahman e Simental Casa Branca. “Dez touros de extremo potencial, sendo 8 Angus, 01 Brahman e 01 Simental foram contratados pelas centrais. São reprodutores jovens, que têm muito a oferecer para os criadores que apostam na pecuária de resultados”.